Criacionismo X Evolucionismo – Parte 1

Olá pessoal. Não costumo aparecer aqui muito para escrever. Mas resolvi dar uma variada, e com um assunto bem polemico por sinal (não, infelizmente não falarei de mamilos! #chateado).

            Desde criança vamos para escola dominical (as populares EBD’s) e salinhas no culto a noite onde as “tias” nos ensinam sobre a criação do mundo, Adão e Eva, o grande dilúvio. Dai crescemos aceitando aquilo como a nossa verdade, sem nunca sermos questionados sobre isso. O tempo passa e finalmente chegamos ao ensino médio,  faculdade, e ouvimos falar sobre Charles Darwin, um cientista britânico, naturalista, que viajando por ai, parou numa ilha e resolveu escrever sobre “A Origem das Espécies”, a principal obra de sua vida.

            Dai nos vemos diante de um grande problema: a Bíblia nos ensina que Deus criou o mundo em seis dias e que um grande dilúvio destruiu toda a Terra, e que somente alguns homens e animais sobreviveram a esta grade tempestade; enquanto isso nos é ensinado que o mundo e as espécies que nele hoje existem são frutos de milhões e milhões de anos de evolução e seleção natural, e a atual disposição dos continentes se deve a milhões de anos de deriva continental.

            Você alguma vez já havia parado para pensar o tanto que essas duas teorias são extremamente diferentes, e que é impossível aceitar as duas ao mesmo tempo? Coisas para pensarmos: Pela evolução, o planeta Tem cerca de 4,54 bilhões de anos, e o homem moderno, ou seja, nós surgimos a cerca de 150 mil anos atrás. Segundo a Bíblia, Adão e Eva, e toda a criação, foram feitos a cerca de 10 mil anos atrás. A deriva continental precisaria de bilhões de anos para chegar de Pangeia até a atual disposição dos continentes, tempo este indisponível nos 10 mil de existência que a Bíblia nos conta. Perceberam a grande diferença de tempo? É muito difícil se aceitar essas duas teorias. Não há como você falar que é cristão, que crê nas santas escrituras, e também acreditar no evolucionismo e na seleção natural que atualmente se fala nas nossas instituições de ensino. Dai você pode me perguntar: “mas como assim você não acredita no evolucionismo? Eles têm provas disto!”. Eu te pergunto: “será mesmo?”.

            Pela evolução todos nós surgimos a partir de um ancestral comum, certo? Mas, de onde que veio esse ancestral comum de tudo o que é vivo? Bem, acredita-se que a primeira célula surgiu espontaneamente, devido às características da Terra a bilhões de anos atrás. Mas até mesmo entre os cientistas evolucionistas há varias teorias sobre como ocorreu o surgimento deste primeiro ser vivo, sendo que uma mais complicada que a outra de se entender. Por isso, pra não tornar a leitura tão chata e teórica, tentarei ser um pouco mais sucinto nesta parte.

            Antes de começar a falar sobre a teoria do surgimento do primeiro ser, vamos a alguns conceitos básicos que ajudaram a entender um pouco o que será explanado a frente: todo o ser vivo tem em si uma molécula chamada de DNA. O DNA serve principalmente de molde para a formação das proteínas, que são as moléculas nos seres vivos que controlam praticamente tudo. E entre o DNA e a proteína há um intermediário chamado de RNA, que é a molécula que, de fato, servirá de molde para a confecção das proteínas dos seres vivos. Esse RNA pode servir tanto de molde para fazer as proteínas do nosso corpo, quanto para fazer novamente o DNA. Todo esse processo descrito está na figura abaixo, e o nome que é dado a cada um dos passos. Olhe bem ela, pois será importantíssimo entende-la para compreender os próximos parágrafos.

foto

Todos esses processos acima (replicação, tradução, transcrição, etc) são feitos por enzimas, que também são proteínas, mas com funções um pouco diferentes das demais proteínas. Pra galera que gosta de química as enzimas funcionam como catalisadores, substancias que aceleram a velocidade com que uma reação ocorre.

            Vamos pensar nas nossas células como uma indústria que fabrica relógios: o DNA seria o modelo que um funcionário projetou para o relógio a ser fabricado, o RNA seria como a matéria-prima para a confecção deste relógio, as enzimas que falei acima seriam as maquinas e funcionários necessários para fazer tais relógios, e os relógios prontos seriam como proteínas.

            Uma das teorias mais aceitas é que o RNA (a matéria-prima do relógio) foi à molécula que possibilitou a existência da vida, e de onde surgiu o primeiro ser veio. Vamos voltar a pensar na fabrica de relógio: a matéria-prima para fazer um relógio de pulso automático é basicamente alumínio e vidro. Mas se você colocar um monte de alumínio e vidro junto nem com bilhões de anos essa matéria se tornara um relógio. Não adianta ter somente matéria-prima, tem que haver os funcionários para criar o modelo e fabricar, e no caso dos seres vivos, é o Deus criador presente na criação!

            Algumas teorias afirmam que RNA tem também a função de enzimas, mas há um entrave: quem garante que esse RNA tem a informação certa, que é o modelo correto, para se criar uma proteína que funcione como deveria? Proteínas são compostas de vários aminoácidos, que são moléculas menores, e há 20 tipos de aminoácidos na constituição dos seres vivos. Ainda pensando no relógio, se você colocar uma peça da pulseira em uma engrenagem do relógio, e vice-versa, com certeza esse relógio parara de funcionar. A mesma coisa acontece com as proteínas: se você trocar um aminoácido por outro certamente ela parara de funcionar, ou terá sua função reduzida. Só pra ficar mais claro: proteínas têm, em média, alguns milhares de aminoácidos. Numa proteína, com cerca de mil aminoácidos, sendo que para cada aminoácido há vinte possibilidades, dificilmente o acaso poderia gerar uma que funcionasse perfeitamente! É você pensa que mudar somente um aminoácido não é nada? Depois pesquise sobre anemia falciforme, uma doença que acomete células sanguíneas. Nessa doença há troca de somente um aminoácido em uma proteína. Pessoas com essa doença, se não diagnosticados assim que nascem, podem até mesmo vir a óbito. Agora, diante disto tudo você acha que o primeiro ser poderia vir a surgir espontaneamente de um monte de matéria e de condições favoráveis?

            Mas bem, admitamos que essa galera toda ai esteja certa, e que o primeiro ser surgiu assim, espontaneamente. Mas como nos chegamos até seres vivos tão complexos: árvores, aves, peixes, e nós? Somos muito mais complexos do que uma bactéria, ser que mais se aproxima do primeiro ser vivo proposto. Aqui se tem mais um monte de polêmica, e uma grande discussão pela frente! Mas infelizmente ficará para a próxima! Estou te aguardando em “Criacionismo X Evolucionismo – Parte 2”

Anúncios

11 comentários sobre “Criacionismo X Evolucionismo – Parte 1

  1. Após ler esse texto, eu como uma bióloga cristã me vejo em uma situação desconfortável. Não porque o que está escrito ‘abalou’ minhas crenças, mas porque o que acabei de ler é algo antigo. Sim, essa discussão, com esses mesmíssimos argumentos já se tornaram velhos e cansativos. Nós, como cristãos precisamos estudar mais se quisermos ir contra a Teoria da Evolução (o que em momento algum eu disse ser correta ou não). Parabenizo a você pela iniciativa de escrever a respeito, mas sugiro que você busque entender mais profundamente essas questões antes de defender o ponto de vista. A discussão atual entre cristãos já passou desse estágio.

    Espero não ter passado a impressão de uma pessoa arrogante.
    Queria apenar contribuir para o debate.
    Em Cristo,
    Jéssica D.

    • Você estaria falando de design inteligente, complexidade irredutível, ou sobre o que quando se refere que as discussões estão avançadas? Sou um biotecnológo cristão e sei sim que há muito mais sobre,e que não fui muito profundo, e não trouxe nada de muito novo. Sei mais a respeito do assunto, mas o blog aqui tem como publico alvo pessoas que provavelmente nunca tiveram esse contato, adolescentes e jovens que estão iniciando a ter contato com essas coisas. Não é certo vir e descarregar um monte de teoria em cima deles logo de cara. Meu texto foi simplório sim, mas porque o publico alvo não possui um grande conhecimento sobre o assunto, e eu preferi não bombardeá-los logo de cara.

      Estou aberto a sugestões e a compartilharmos conhecimento.
      Guilherme.

      • Guilherme
        eu me referia a essas questões citadas por você e outras, por exemplo o BioLogos.
        Entendo que o público alvo é de leigos sobre o assunto, mas nem por isso as ‘novidades’ devem ser deixadas de lado.
        Falo isso com todo respeito e com a única intenção de contribuir com sua tarefa.
        Em Cristo,
        Jéssica.

      • Muito obrigado pela ajuda Jessica.
        Eu já tinha a intenção de abordar mais esses pontos na segunda parte do texto, e o seu comentário serviu pra reforçar essa necessidade. Sobre BioLogos: eu não conhecia a respeito, mas pelo que li (me corrija se estiver errado), e uma instituição que busca aliar o conhecimento cientifico com a fê (ate aqui tudo bem), e que tem uma visão voltada para a ideia de evolucionismo teísta. Vou ser sincero: não boto fê nesta teoria! Quado a bíblia, em Gênesis, mostra a palavra dia, eu realmente eu acredito que seja dia, e não um período de tempo!
        Como disse, eu estou aberto a sugestões e a conversarmos, eu quero crescer neste assunto, e com certeza ambos podemos contribuir um com o outro. Coloca la no Facebook: Guilherme Graciano Levindo, serei o único com este nome! Desculpe se no ultimo comentário pareci arrogante, ou exaltado, não foi minha intenção.
        Vamos conversar e aprender mais sobre esse tema que muito nos edificara!

        Guilherme

      • BioLogos é mais ou menos isso mesmo Guilherme.
        Então, pra ser sincera, eu tinha um preconceito em relação ao evolucionismo teísta. Não que hoje eu o aceite, mas as coisas começam a fazer sentido em minha cabeça agora. Se me perguntarem hoje qual a minha posição nesse debate todo e em que eu acredito, sinceramente eu não sei. Mas não deixo de ler e buscar informações a respeito. Talvez nunca vá saber ao certo, talvez vou ter que esperar chegar no céu e bater um papo com quem mais entende do assunto rsrs. Mas até então, sigo buscando as diversas ideias e explicações para isso.
        Conhece Francis Collins? Ele é um cientista, diretor do Projeto Genoma. Então, ele é cristão, ex ateu que escreveu um livro, que eu gostei muito ” A linguagem de Deus”. Recomendo, aliás. No fim do livro, ele defendo o BioLogos e sua visão evolucionista.
        Adicionei você no facebook.

  2. muito bom hein, essa parte “: a matéria-prima para fazer um relógio de pulso automático é basicamente alumínio e vidro. Mas se você colocar um monte de alumínio e vidro junto nem com bilhões de anos essa matéria se tornara um relógio. Não adianta ter somente matéria-prima, tem que haver os funcionários para criar o modelo e fabricar, e no caso dos seres vivos, é o Deus criador presente na criação!” derruba a tese do evolucionismo sem a participação do Criador!

    • Pois é cara! Tem cada coisa que vejo e não entendo! E mais difícil crer no que alguns cientistas dizem do que aceitar a existência de Deus! Li uma matéria essa semana em uma revista que é a mais louca teoria do surgimento da vida que já vi, e está se tornando a mais aceita! A matéria pré-biótica, a necessária pra se formar seres vivos, teria vindo do espaço! Cara cada dia mais a ciência se afasta de Deus e busca refúgio na loucura do homem! Que Deus tenha misericórdia de nós!

      • GuilhermeLevindo
        Essa teoria citada por você chama-se Panspermia Cósmica e na verdade, ela não está se tornando a mais aceita, apesar de ter aumentado a sua credibilidade no cenário atual da ciência. Mas têm muitos céticos em relação a ela.

      • Bem, me desculpe então. Havia lido um artigo em uma revista que dizia que esta era, dentre as novas teoria que se surgiram sobre a explicação da vida, a com maior credibilidade, mesmo com muitos rejeitando tal teoria. Era relativamente nova, coisa de um ano e meio. Não vi nada de novo sobre o assunto e pensei que o cenário atual ainda era este.

  3. Essa é uma grande polêmica…mas é válido dizer que temos provas de que a Bíblia é verdadeira!! E a principal delas são os fatos históricos nela relatados, são todos verdadeiros e ninguém nega que Jesus existiu, Ele até se tornou um marco da história, então quando alguém disser que os cientistas tem “provas” de falam a “verdade” mostre você cristão, as provas bíblicas da verdade!
    “E conhecereis a verdade e ela vos libertará…”

    • Com certeza Mariana! Muitos questionam a bíblia, a sua veracidade, mas estudiosos já deram provas de que os fatos nela relatada de fato existiram. Apesar de alguns ainda não poderem ser provados com 100% de certeza, eu creio sim que é a verdade! E todos nós, como cristãos, devemos ter ela como a nossa única verdade, e olhar o conhecimento humano tendo sempre a bíblia como referência para o que nos é colocado! E como está em Ap 22:18-20, a bíblia é completa por si só, e não podemos nem acrescentar e nem retirar nada dela! Ela é a única, completa e suficiente verdade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s