Você tem uma vida secreta? Walter Mitty Tem…

Pense uma determinada pessoa que não faz nada de novo em sua vida, que não ousa, não arrisca, não tenta algo novo,  mas que apenas se acomodou com com o cotidiano, com a rotina, e que justamente por isso cria uma segunda vida dentro de sua imaginação, a vida que gostaria de ter, mas que não tem, apenas imagina.

Estamos falando de Walter Mitty, personagem principal do filme A vida Secreta de Walter Mitty, interpretado e dirigido por Ben Stiller.  É um personagem ficticio, mas nada impede que você possa ter se identificado com esssa primeiras linhas. Assisti este filme ontem, indicado por uma amiga que me disse que eu iria me identificar com a  história (obrigado Jaqueline).

“Ver o mundo e os perigos que virão, ver por trás dos muros, chegar mais perto, encontrar o outro e sentir. Este é o próposito da vida.”

No inicio, a idéia que tive foi estar vendo um Walter, meio que no estilo robô, fazendo uma série de comandos já programados, tendo uma rotina já bem estabelecida em sua mente, não que isso seja errado, a rotina em si não é ruim, é até necessário, o problema é quando nos prendemos ao conforto que ela oferece e com isso paramos de avançar. E Walter, sem perceber, parou de avançar, entrou em um piloto automático. Quando era o momento de ousar, falar com a garota que gostava, rebater as criticas do chefe chato, ele preferia se calar, apenas imaginava a situação, mas não a vivia de fato.

A-vida-secreta-de-Walter-Mitty2

E quantos de nós não somos assim? Não conversamos com a garota que gostamos por medo, não debatemos com alguém por insegurança, ou então preferimos sonhar tocar um instrumento ou fazer uma grande viagem, ao invés de viver de fato esta experiência?

Walter já estava a 16 anos trabalhando na Revista Life, ele é responsavél pelos negativos da revista e consequentemente é dele que sai as fotos de capa. No entanto, a revista está para ser fechada, e não iria mais circular no ambiente fisico, se tornando agora, apenas uma revista digital, assim, cabe a Walter repassar para os diretores da empresa a preciosa foto da ultima capa, enviado pelo fotográfo e aventureiro Sean O´Connell, entretanto, misteriosamente a preciosa foto da ultima capa some. E com isso Walter parte em busca do negativo nº 25 que contem essa imagem.

“Coisas belas não precisam pedir atenção”

Muito mais do que a busca por um negativo, Walter faz uma buscar interior dentro do seu próprio eu, Walter recuperou a vontade de viver que até antes havia perdido, e assim, vemos o personagem enfrentar tubarão, vulcão, viajar da Groelândia a Islândia, conhecer povos diferentes, se aventurar por lugares desconhecidos, viver de verdade aquilo que ele tanto sonhava, mas que nunca realizava.

The-Secret-Life-of-Walter-Mitty-Trailer3

O final é interessante, se olharmos no ponto de vista material Walter termina com um final triste, mas, se olharmos no ponto de vista espiritual e até mesmo cristão, vemos um Walter totalmente transformado (quando você assistir, você vai entender  o porquê, o final é surpreendente).

Tenho em mente que Deus ao nos criar, tem como objetivo que vivessemos nossa vida, como uma aventura (e isso não inclui baladas, prostituição, drogas, ou relacionamentos sem compromissos), a qual sentissemos a vida com o máximo de intensidade possivel, até mesmo naquelas atividades diárias como trabalho, faculdade ou vida familiar. Infelizmente, muitos esquecem disso, e em vez de viver, vegeta. Pode parecer forte, mas foi essa a sensação que tive após ver o filme. E acredite, você não precisa ser rico ou bem sucedido para viver de verdade.

“Pare de sonhar. Comece a viver.”
A vida de Walter Mitty é um filme que indico com todos os louvores para você assistir. É um filme que fala sobre sonhos, coragem, ousadia, mas acima de tudo, é um filme que fala sobre a vida, afinal, muito mais do que sonhar, os sonhos devem ser vividos.
Um filme tem a capacidade de mudar uma vida? Sim, a minha foi mudada.
Anúncios

A Voz

“E o Reino vem aos que esperam o Desejado das nações”

Agora são 21:30, uma noite de quinta feira, minha aula de hoje já acabou e resolvi então aproveitar o tempo que me resta para dar uma olhada nas coisas aqui do blog, visto que a faculdade em que estudo não é na mesma cidade onde moro, ao contrário, todo o dia pego um ônibus e de bonus duas horas de viagem para ir e duas horas de viagem para voltar, mas não reclamo, já me acostumei, acabei que fui pegando gosto por viajar todos os dias.

Bem, como falava, resolvi então dá uma passada aqui, este post não estava programado, na verdade nem pensava em escrever aqui visto que já há outros textos na fila, mas….

Enquanto estou divagando, ouço a música A Voz de uma dupla que conheci essa semana, Os Arrais, e talvez esta música seja um dos motivos que me fez escrever aqui.

“Pois Ele é a voz que fala ao coração
Sobre esperança e juízo além do que se pode ver”

Resolvi dá uma pausa de alguns minutos aqui na escrita e pensar: Sobre o que vou escrever?, pensei, pensei e não me surgiu nenhum assunto específico, mas ao contrário, surgiu vários remendos de tópicos que gostaria de expor aqui, mas sei lá, acho que ficaria meio grande rsrs..

O sozinho e ferido, cansado e faminto que estão no escuro
Em terras longínquas e mares distantes, a luz ressurgirá

As pessoas costumam falar que Deus escreve nossas vidas por linhas tortas, mas eu já penso o contrário, nós é que olhamos torto as linhas certas que Deus escreve em nossas vidas. Eu por exemplo, nunca poderia imaginar que hoje teria um blog, que estaria aqui escrevendo e muito menos que teriam pessoas para ler estas palavras.

Apesar de jovem (23 anos quase completos) me considero uma pessoa que passou por muitas experiências, boas e ruins, situações que vão desde trabalhar em um orfanato, estudar em um banheiro, morar de favor, estar feliz por ter algo para jantar a noite, até questões mais curiosas como ser levado para a delegacia acusado de tráfico de drogas (O policial havia me confundido com um traficante), ou ficar preso no banco de trás de um fusca, ou então da vez que peguei catapora aos 20 anos de idade e fiquei 15 dias do hospital isolado, sozinho fisicamente, mas acompanhado por Deus espiritualmente, e hoje olho para trás, dou um sorriso e agradeço com um coração sincero a Deus por todos estes momentos que vivi.

Toda minha vida foi acompanhada por uma palavra, solidão, desde os 15 anos moro sozinho e já morei em diversas cidades, dessa forma querendo ou não, vai e vem sinto falta dos meus amigos, da minha familia e em algum momento você vai se identificar com a solidão, com aquele desejo de conversar com alguém, de contar um segredo, compartilhar uma felicidade mas não ter nenhuma pessoa para ouvi-lo, é terrivel quando você chega em casa e o silêncio é tão grande ao ponto de te ensurdecer, no entanto, mais uma vez retorno música tema deste post, afinal, qual o momento mais perfeito de ouvir a voz de Deus se não é os momentos de solidão?

“O exaltado e rico, arrogante e orgulhoso que estão no escuro
Em mansões construídas no abuso do pobre, a luz ressurgirá”

Quando era mais novo meu objetivo de vida era ser rico, não pela ganância, mas porque vim de uma familia pobre, nunca passamos nenhuma necessidade mas já passamos por algumas situações complicadas pela falta de dinheiro, e quando entrei na faculdade, logo no meu primeiro ano, me foquei totalmente nos estudos, dormia algo em torno de 2 a 3 horas por noite,  não falo que entrei em depressão, mas fiquei muito ruim. Mas com o tempo fui conversando com amigos, refletindo na palavra, Deus falando comigo, e me mostrando que muito mais que ouro ou prata, Ele havia uma riqueza mais valiosa reservada para mim chamada Salvação.

Em outros tantos momentos quando passava por uma situação ruim, complicada, aquelas famosas crises existenciais ou até mesmo fatos que eu me considerava injustiçado, eu questionava a Deus o porque daquilo, o que eu havia feito de errado? Certo momento, durante uma dessas “crises” olhei para o alto e comecei a gritar para o céu, para Deus, pensando que Ele iria responder algo, mas Ele não respondeu…não com palavras que qualquer um podia ouvir, mas com palavras que apenas um coração aberto poderia escutar. Há vezes imaginava Deus lá no céu olhando e apontado para mim, enquanto dizia para alguns anjos que estavam rodeados a ele “Oha só aquele meu filho, mais uma vez não sabe nada do que está acontecendo com  ele”. E realmente eu não sabia, e justamente por isso, diversas vezes, tinha que voltar atrás, orar a Deus e pedir perdão por te-lo questionado, porque vi que aquela situação havia sido primordial para meu crescimento espiritual, e principamente, amadurecimento como cristão.

“Em Seu nome a terra treme
O reino vem”

Você já parou para imaginar qual o seu próposito nesta vida? Já chegou a pensar na possibilidade de estar aqui, não apenas pelo acaso, mas porque alguém tem um proposito especial para você? Já me peguei várias vezes pensando nisso, é muito dificil chegar a uma única conclusão, quando parece que começamos a entender os planos de Deus, Ele vem e dá uma mudada radical em nossa vida, nos mostrando que não nos cabe entender os caminhos que Ele constrói, mas caminharmos neste mesmo caminho sem questionar o rumo a que ele pode te levar.

E Deus já me levou para muitos caminhos, caminhos bons, alegres, mas também caminhos dificieis, cheios de espinho, de dores e choros, mas foram essenciais, eram caminhos que deveriam ser trilhados, que não podia ser ignorado, afinal, sou pecador, um pecador convertido, mas ainda assim um pecador, afinal o mal habita mim, até mesmo por isso me imagino em um processo de regeneração constante que só terá fim no dia que me encontrar com o Pai.

E com isso tenho uma certeza, mais uma vez retornando a música A Voz,  Deus fala ao nosso coração, assim como falou ao meu nestes 23 anos de vida, Ele também fala ao seu, agora a questão, é: Você tem ouvido sua Voz?

Uma noite fria e solitária

Era 22:00 horas, ele tinha acabado de chegar da faculdade, era uma daquelas noites frias, resolveu então pegar sua blusa de frio e caminhar até uma lanchonete mais próxima afim de comprar algo para saciar sua fome.

Os dois primeiros estabelecimentos a qual havia caminhado estava fechado, então resolveu seguir um pouco mais adiante, neste intervalo a cidade já estava dormindo, havia poucas pessoas nas ruas, e de nada lembrava o movimento que com certeza haveria no outro dia, mesmo assim conseguiu enxergar lá na frente uma lanchonete aberta, apertou o passo e ainda conseguiu pegar o lugar aberto  mesmo estando este já prestes a fechar.

Pediu um sanduiche e  um refrigerante para a viagem e depois de 10 minutos pagou o lanche e pegou seu pedido, já era pouco mais da meia noite, resolveu então pegar um atalho para chegar mais rápido em casa, a rua a qual andava estava totalmente deserta  e iluminada por apenas um pequeno raio de luz vindo de um poste, ventava muito, começou a juntar e soprar as mãos para tentar se esquentar.

De repente, ouviu um barulho saindo de 2 arbustos,  as folhas estavam se mexendo de uma forma que ele sabia que não era o vento que estava causando aquilo, olhou para trás e não havia ninguém, apenas ele.

Resolveu aperta um pouco mais o passo, e justamente nessa hora o que era só um barulho começou a tomar forma de uma pessoa, na verdade um senhor já de idade, ele havia se levantado do chão e começou a andar de um lado para o outro, sem saber que rumo tomava, ao mesmo tempo começava a gesticular palavras em um tom baixo, parecendo mais cochichos ou como se ele estivesse conversando consigo mesmo, suas roupas estava sujas e rasgadas, seus cabelos grandes, estava descalço e pelo jeito, alcoolizado.

Mais uma vez aquele jovem olhou para trás, e não havia ninguém, era apenas ele e aquele morador de rua, logo depois deu uma olhada na mão que estava segurando a sacola, e ficou se questionando se daria ou não o lanche para aquele senhor, depois de alguns minutos pensando sobre isso, apareceu um segurança noturno de bicicleta que foi de encontro ao morador de rua. O jovem vendo aquilo passou direto, afinal, com certeza (era o que ele pensava) aquele homem iria ajuda-lo, assim, como se nada tivesse acontecido, passou direto, sem olhar pra trás, sem prestar ajuda…

Chegou em casa, ligou o computador e enquanto escutava uma música gospel ele saboreava o lanche, e a  imagem do morador de rua que havia encontrado a poucos minutos atrás, já tinha se apagado totalmente de sua mente naquela noite fria e solitária…

 

Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde, benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar. Então os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? 39Quando foi que te vimos doente ou preso e fomos te visitar? Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes! Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não me fostes visitar. E responderão também eles: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou nu, doente ou preso, e não te servimos?
Então o Rei lhes responderá: Em verdade eu vos digo: todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes! –
Mateus 25: 34 – 45

 

Se Somos o Corpo – Casting Crowns

Está cheio o culto hoje
Enquanto ela entra quieta tentando sumir diante dos rostos
As garotas caçoando estão indo mais longe do que imaginam
Mais longe do que imaginam
Coro:
Mas se somos o corpo
Por quê Seus braços não estão alcançando?
Por quê Suas mãos não estão curando?
Por quê Suas palavras não estão ensinando?
E se somos o corpo
Por quê Seus pés não estão indo?
Por quê Seu amor não está mostrando-lhes que há um caminho?
Há um caminho
Um viajante está muito longe do lar
Ele tira seu paletó e quietamente se abaixa na última fileira
O peso do olhar julgador deles
Diz-lhe que suas chances são melhores na estrada
Jesus pagou um preço muito alto
Para nós selecionarmos e escolhermos quem pode vir
E somos o corpo de Cristo
Jesus é o caminho