Profissões: Biotecnologia

Fala Galera, tudo joia?! 🙂

Voltando aos nossos textos sobre profissões, trago hoje, um artigo bem bacana do Guilherme, que faz parte da equipe do Podcast deste blog 🙂

Ele vem trazendo um post bem legal sobre sua aréa de formação, a Biotecnologia, uma area nova, mas que promete muito, vale a pena conferir e depois que lê este texto, aproveita também para conferir os demais, bastando clicar aqui.

Agora, com vocês, o Guilherme.

—————————–

Biotecnologia: e esse curso existe?

Biotecnologia é uma área relativamente nova no meio acadêmico, e muito mais no mercado de trabalho, prova disso é que quando  falo que faço biotecnologia mais da metade da galera não sabe nem o que é o curso, e os que sabem tem uma idéia muito vaga. Pra dizer a verdade, acho que até a galera que faz o curso não tem idéia do que realmente faz um biotecnólogo, ou biotecnologista (tanto biotecnólogo com biotecnologista está certo, mas eu optei por usar biotecnólogo). Portanto decidi começar a escrever dando uma visão geral do que vem a ser essa ciência.

Sempre que eu falo biotecnologia pra alguém, logo associam da seguinte forma: bio = vida; tecnologia. Então biotecnologia é a tecnologia da vida? Gente, por favor, jamais fale isso pra um biotecnólogo, é bem capaz dele querer te matar,hehehe! Vamos lá então, o que é biotecnologia: basicamente, todo processo que faz a utilização de seres biológicos, ou parte deles, a fim de produzir um produto comercial, pode ser considerado biotecnologia (é agora que quem está lendo pira, kkk). Vou deixar mais fácil pra você entender com um exemplo: sabe o pão que você come? Esse ai, o pão de sal? Pois é, na produção deste pão é usada uma levedura, um fungo chamado Saccharomyces cerevisiae, ou simplesmente fermento biológico. Isso é um exemplo de um processo que utiliza seres vivos, biológicos, para processos industriais. E os exemplos são diversos, tais como: engenharia genética (os famosos transgênicos), produção de fármacos, de quite de diagnósticos de doenças, na indústria cosmética, produção de etanol, industria de alimentos, biorremediação (recuperar ambientes poluídos por meio de microorganismos), e por ai vai.

asd

Portanto, quando se pensa em biotecnologia hoje, se pensa basicamente em como podemos usar o que temos para melhorar algo que já é feito na indústria, ou criar algo novo. Não que se você fizer biotecnologia você será um pesquisador, um cientista, mas grande parte dos formados nessa área optam por essa carreira, porém, há também  diversas indústrias que tem em seu quadro de funcionários, biotecnólogos. Esta é uma carreira que te oferta diversas oportunidades, justamente por te abrir um leque de possibilidades em diversas indústrias, instituições públicas, universidades e institutos de pesquisas.

Mas agora falando um pouco de mim: porque eu escolhi fazer biotecnologia? Cara não sei kkkkk… E não estou brincando! Na verdade hoje eu sei o porquê vou formar em biotecnologia, mas quando eu entrei, não fazia a menor idéia do que era isso!

Eu sou aluno da primeira turma de biotecnologia da Universidade Federal de Goiás (UFG). Quando prestei vestibular em 2009 não tinha ninguém na UFG que fazia esse curso. No meu terceiro ano do ensino médio eu pensava em fazer vestibular para Farmácia, pois sempre gostei muito de química e biologia, portanto parecia a junção perfeita pra minha área de interesse. Porém, quando a UFG lançou o edital do vestibular para ingressar no ano de 2010/1 havia alguns cursos novos, e um deles era biotecnologia. Portanto resolvi ler um pouco sobre o assunto na internet, falar com meus professores, e acabei decidindo que era isso que queria par mim.

Quando passei no vestibular, e comecei a cursar, me perguntei: cara, o que é que eu estou fazendo aqui? Tinha muito medo de não ser aquilo que eu gostava, apesar de ter bastante biologia e química no curso. Algumas vezes até pensei em largar, mas, graças a Deus, isso não ocorreu. Todos nós da primeira turma de biotecnologia da UFG acabamos sendo “cobaias” da universidade. Eu farei parte da primeira turma da biotecnologia formada no Centro-Oeste! Cara, isso é de mais, ou não! Enfrentamos muitas dificuldades no começo do curso, pois como já disse, até mesmo no meio acadêmico, nas universidades, se tem essa dificuldade de entender o que essa area. Hoje, o curso se encontra bem melhor, com as disciplinas organizadas, e agora sim os professores sabem o que é biotecnologia, kkk! Já se nota um aproveitamento muito maior do curso pelas turmas que entraram após a minha, pois todo um ambiente foi montado para proporcionar isso.

Hoje não me arrendo da escolha que fiz três anos atrás, muito pelo contrario: eu consegui me encontrar dentro do curso. Vou começar a estagiar na área que eu gosto (pois como disse a biotecnologia tem varias áreas, e a minha é a bioinformática, mas não vou falar dela, pois somente isto renderia outro texto), e em uma ótima empresa. Estou feliz com a escolha que fiz, e com certeza tenho muito colegas de faculdade que também estão.

Biotecnologia é um curso multidisciplinar (ou seja, exige conhecimento de diversas áreas), e é um curso pra quem tem um caráter inovador, questionador, que tem sede de saber como que os processos biológicos ocorrem, e como eu posso aplicar isso no dia a dia. Tem que gostar muito, basicamente, de bioquímica, fisiologia e genética. Se você tem esse perfil, seja bem vindo(a) a Biotecnologia!

Segue ai três vídeos produzidos pela TV UFG para um programa chamado “Faz o que?”. Esse programa tem o objetivo justamente de mostrar, de forma bem simples, o que cada curso da UFG faz. O do curso de Biotecnologia foi dividido em três blocos, cada vídeo é curto, no máximo 10 minutos. Vale a pena assistir:

http://www.youtube.com/watch?v=4RFCvUbw-Rk

http://www.youtube.com/watch?v=GEpT1qqzAkQ

http://www.youtube.com/watch?v=yZKDeFWqCxU

Anúncios

Profissões: Engenharia Civil

Este inicio de ano representou para muitos jovens uma nova etapa de suas vidas, afinal passaram pelo monstro do vestibular (ou então Enem, SISU e PROUNI – já estou ficando perdido com tantos nomes :P) e agora vão encarar uma nova vida, a vida de universitário.

Um momento que considero único, afinal nos próximos 4 ou 5 anos além de aprender uma profissão, o jovem irá fazer novas amizades, irá amadurecer, terá novas experiências, e principalmente, ganhará um novo ambiente para propagar o nome de Cristo (isso principalmente levando em conta, o fato do ambiente universitário ser muitas vezes difícil para nós).

Além disso, acredito que qualquer curso que vier a escolher, seja: direito, medicina, administração ou qualquer outro, você pode (e deve) usar ele, como meio para disseminar a palavra.

É claro que nem sempre o ambiente ou momento irá permitir que você pregue, no entanto, fazendo um trabalho bem feito, com seriedade, ética, respeitando e ajudando aqueles que estão em sua volta, já é uma maneira das pessoas verem Cristo em sua vida, ou seja, simplesmente pela forma que se comporta no dia a dia você já pode testemunhar e evangelizar 🙂

Bem, como vocês podem perceber, algum tempo atrás começamos no Mundo Jovem Teen uma série sobre profissões, onde a cada semana é abordado uma determinada carreira, no entanto, antes de começar a série, resolvemos fazer diferente e começamos a chamar jovens e adolescentes de suas respectivas áreas para comentar sobre seu curso.

Pessoas assim como eu e você que tiveram que lutar muito, passar horas e horas estudando, se dedicando, pedindo orientação a Deus e que no final obtiveram a aprovação no vestibular e depois dos anos e anos de esforço, dedicação e persistência, a tão sonhada conquista profissional.

Dando continuidade a série, o post de hoje é da Isabela Latier, uma dessas pessoas especiais que buscou a orientação de Deus, se dedicou e apesar das dificuldades, venceu todas e conseguiu recentemente a aprovação no vestibular de Engenharia Civil (aliás, uma das áreas de maior concorrência, devido aos grandes eventos que iremos sediar como Copa do Mundo e Olimpíadas).

Engenharia Civil

Engenharia Civil

Espero que através dessas histórias, possamos lhe ajudar a perserguir seus sonhos e ter o desejo de fazer a diferença no mundo por meio da capacidade e sabedoria que Deus lhe deu.

Bem, acho que já falei demais, deixo vocês agora com a Isabela, e lembrando, fiquem a vontade para comentar ou tirar alguma dúvida na nossa caixa de comentários 😉

È isso aí, fiquem todos com Deus e até a próxima.

Rômulo Sousa

——————————-

Diante de tantas decisões a serem tomadas, da confusão de pensamentos e do medo, o jovem, muitas vezes, se vê perdido.

É engraçado notar que isso acontece com quase todos, e com certeza é uma fase de crescimento, e amadurecimento. É justamente nessa etapa que vem as incertezas quanto a profissão a ser escolhida.

Bom, passei por tudo isso, e ainda passo, mas quem tem Deus na vida tem um diferencial, porque mesmo diante de tudo isso, você sente que não está sozinho, e por mais confuso que você esteja, Ele irá te mostrar aquilo que é o melhor para sua vida.

Deus colocou no meu coração o desejo de fazer Engenharia Civil. Sei que o curso é bem difícil e precisa de dedicação, mas acredito que se Ele colocou isso em mim, é porque Ele sabe que eu consigo, e vou poder ajudar muitas pessoas por meio dessa carreira.

Isabela Latier

Isabela Latier

Minhas expectativas estão grandes e acho que será muito bom, toda essa responsabilidade que uma universidade te traz, te faz bem , você acaba vendo o mundo de outra maneira, e começa a viver por si só. É complicado deixar a família e os amigos, mas sei que tudo será recompensado, e poderei comemorar com todos as vitórias e aprendizados que está nova vida irá proporcionar.

Resumidamente a engenharia civil é o ramo da engenharia que projeta, gerencia e executa obras como casas, edifícios, pontes, viadutos, estradas, barragens, canais e portos. O engenheiro civil projeta, gerencia e acompanha todas as etapas de uma construção ou reforma. Sua atuação inclui a análise das características do solo, o estudo da insolação e da ventilação do local e a definição dos tipos de fundação. Com base nesses dados, o profissional desenvolve o projeto, especificando as redes de instalações elétricas, hidráulicas e de saneamento do edifício e definindo o material que será usado. No canteiro de obras, chefia as equipes de trabalho, supervisionando prazos, custos, padrões de qualidade e de segurança. Cabe a ele garantir a estabilidade e a segurança da edificação, calculando os efeitos dos ventos e das mudanças de temperatura na resistência dos materiais usados na construção. Esse profissional também pode dedicar-se à administração de recursos prediais, gerenciando a infraestrutura e a ocupação de um edifício. Ufa! Kkk, bastante coisa né?

Recomendo que você faça aquilo que seu coração te pedir, e confie em Deus, Ele tem sempre o melhor para você.

Fonte: http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/engenharia-producao/engenharia-civil-685209.shtml

Profissões – Direito

Fala galera!! dando continuidade a nossa série sobre profissões, estaremos hoje falando sobre o curso de DIREITO, a qual passo a palavra para a universitária: Maria Karoline N. Cintra…lembrando que além de Direito, já temos outros outros artigos sobre profissões, já conferiu? Fique a vontade para deixar seu comentário ou sua dúvida, na nossa caixa de comentário que estaremos respondendo, ok?  Bem é isso ae..passo agora a palavra para nossa convidada de hoje..valeu galera…

———————–

Olá, é um grande prazer estar aqui estarei compartilhando um pouco  do meu curso com vocês. Antes de mais nada, deixa eu me apresentar né 🙂 ,  sou a Maria Karoline Nascimento Cintra, tenho 18 anos e atualmente sou acadêmica do 3° período do curso de Direito do Centro Universitário de Anápolis-UniEVANGÉLICA.

Bem, quando chegamos ao ensino médio, nos deparamos com várias interrogações, como:

O que farei após o 3° ano do ensino médio? 

Vou ou não prestar vestibular? Em qual instituição irei prestar vestibular?

Qual curso irei escolher para ser minha profissão no decorrer de minha vida?

Estas perguntas são normais nessa etapa de nossas vidas. Eu também passei por isso!  Quando ainda estava no ensino fundamental, pensava em ser odontóloga, quando cheguei ao 1° ano do ensino médio, mudei de ideia e passei a pensar em ser jornalista, mas quando cheguei no 2° ano foi, comecei pesquisar sobre diversos cursos como:  Odontologia, Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, as várias Engenharias, Arquitetura, Comunicação Social Habilitada em Jornalismo, Comunicação Social Habilitada em Publicidade, Administração, Medicina Veterinária, Zootecnia, Agronomia e tantos outros, até que me deparei com o Direito, e cá entre nós, sabe quando você se vê apaixonado por algo sem saber explicar o motivo pelo qual se apaixonou? Pois é, foi assim comigo em relação ao Direito, depois que li a primeira vez sobre a aréa não consegui mais parar de ler, li tudo que encontrei a minha disposição, desde a grade curricular até o mercado de trabalho.

Direito

Direito

Aliás, deixo isso como dica para vocês, pois pesquisando a área pude encontrar a profissão que desejo atuar em minha vida, e acredito que muitos, assim como eu, poderão também encontrar a sua profissão e se apaixonar a primeiro vista, como aconteceu comigo em relação ao Direito J.

O ano de 2012 foi o meu primeiro ano na Universidade, quando conclui o 1° e 2º período tive a certeza de que não errei na escolha do meu curso, estou no curso certo! Não por que os demais cursos não são bons, pois todo curso de graduação seja ele Bacharel, Licenciatura ou Tecnólogo, todos são ótimas opções, mas o grande segredo é você estudar algo que goste.

Assim como todos os cursos há aqueles “boatos” e “mitos”, no Direito não foi diferente, aliás  sofri e ainda sofro vários preconceitos em relação ao meu curso, algumas pessoas passam por isso outras não, mas se você passa ou um dia passar não se desanime pelos comentários de terceiros, muito pelo contrário, como falei, fazendo algo que goste, mesmo diante destas dificuldades a pessoa continua em frente pois faz algo que gosta.

Geralmente os ingressantes do curso de Direito, pensam que irão estudar apenas as disciplinas específicas da área como:

Direito Civil; Direito Penal; Direito Constitucional; Direito Trabalhista; Direito Administrativo e tantos outros, mas isso é um equívoco, pois também se estuda disciplinas mais sociais, as quais iram contribuir para que o acadêmico possa compreender melhor o Direito nos seus vários âmbitos, sendo elas: Ciência Política; Psicologia; Ética; Filosofia; Sociologia e Antropologia, estas disciplinas proporcionam ao acadêmico uma visão critica em relação a diversas áreas, como a economia, política, saúde, educação e entre outras.

Além disso o Direito dá aos seus Bacharéis uma vasta área profissional, sendo elas:

– A Área Advocatícia;

– Os Concursos Públicos:

*Para Juiz;

*Para Promotor;

*Para Delegado;

Se você estiver convicto de que Direito é o curso que você quer fazer, saiba que vai ser muito exigido principalmente em relação à leitura e pesquisas, mas também é curso que irá te proporcionar várias satisfações, então na minha concepção vale a pena cursar Direito, até por que não se conquista nada nessa vida sem esforço independente do curso que se faz!

Bem é isso ae…espero ter ajudado de alguma forma..qualquer dúvida estou a disposição aqui nos comentários.

Um grande abraço, a todos os leitores!

Maria Karoline Cintra

Maria Karoline Cintra